Voo

Dizem q se deixares a mão aberta a areia não cai, o mais engraçado é que é a pura verdade.

Deixem-me na mão que eu não fujo, sou como a areia.

Não me fechem em jaulas, tenho asas e quero voar.

Obrigada por me deixarem voar

Eu voo e estou de volta. Se me prenderem dificilmente voltarei.

Estou alegre vou voar e estou feliz.

Não se sufocam as pessoas na esperança de as manter felizes.

Advertisements

Zungueiras

No outro dia vi crianças a passar por mim, de chinelo de meter o dedo, com os pés na areia, pó. São crianças com ar contente, felizes e eu penso..ai tanto pó…se aquela areia toca os pés…e logo q puder sacudir e n tocar na água q está na rua. Tantas manias, e tantos quês…será q precisamos de tudo isso? Porque n temos essa alegria? Porque por vezes temos o rosto tão abatido?

Vejo as zungueiras( as senhoras  q vendem na rua) com sorrisos e têm um ar sempre contente. Com os seus bebés… estas senhoras têm a vida dura e por vezes são olhadas como sendo de menos importância…são elas a base, estão em todo o lado. Não se imagina Angola sem alguém a vender pão, soutiens, frutas, chinelos, a trocar dolares por quanzas( n imaginam o q se vende aqui).. com os seus  bebés nas costas, ou a brincar em cima dum pano ao lado da bacia da fruta, 🙂 é assim.

Qd vierem a Luanda pela primeira vez, vão lembrar-se disso.

Há outras coisas, mas hoje decidi ficar pelas zungueiras que alimentam e vestem grande parte da cidade.

Luanda sem zungueiras não é Luanda 😀